A Linguagem das Flores (Vanessa Diffenbaugh)

A Linguagem das Flores
Autor: Vanessa Diffenbaugh
Páginas: 304
Editora: Arqueiro



Victoria Jones é aquele tipo de garota emburrada, carrancuda e que particularmente “não gosta de pessoas”… Pulando de casa em casa, aprendeu a ser solitária. Agora, aos 18 anos de idade, e já considerada inapta para a adoção, vive em meio às flores da praça municipal, cuidando-as e tendo assim apenas sua companhia.

O livro é super bonitinho (particularmente a parte da Victoria criança) e que não é muito grosso nem muito fino, mas que você não o lê em um dia e meio, enfim, a não ser que você ache maravilhoso. A linguagem das flores não me prendeu completamente, e no início eu achei meio enfadonho.

 Ele não trata só de flores (dããã), mas sim sobre a vida de Victoria, uma menina considerada inapta para adoção, solitária, etc e tal. Aos nove anos de idade, Victoria conheceu realmente alguém com quem quisesse viver, mas perdeu a oportunidade por causa dela mesma. Agora com 18 anos de idade está desamparada.
Eu demorei um certo tempo para ler o livro, por que ele não me prendia completamente, e havia hora em que era meio chatinho acompanhar Victoria (já adulta).

 Victoria conseguiu então um emprego como florista! (nossa!) Gostei de suas dicas na loja da Renata, e vou passar a ver o dicionário dela ahsuhaus (Achei mega interessante que no final do livro, tem tipo um dicionário de flores da Victoria, que no decorrer dele basicamente você entende). Com o tempo ela vai conseguindo amansar  seu coração, e foi se relacionando melhor com a pessoas, até reencontrar Grant.

Mas ele não foi ao mercado de flores naquela semana, nem na seguinte. Sua barraca ficou vazia, o compensado branco descascando, parecendo abandonado. Perguntei-me e ele voltaria ou se a ideia de me ver de novo o manteria afastado para sempre.
                                                                               Página 148

 Achei bonito eles dois, mas Victoria é meio louca, no final do livro (quer dizer, quase) parecia que ela realmente não gostava dele, enfim…

 Apesar de tudo o livro passa sim uma mensagem bonita. A imaturidade dela vira radicalmente, o modo como ela amava as pessoas de seu jeito, sem nem ao menos saber, enfim, o livro é muito bonito e recomendo que leiam…

Estou falando da linguagem da flores – disse Elizabeth. – Ela surgiu na era vitoriana, quando as pessoas ainda se comunicavam por meio das flores. Ao receber um buquê de um rapaz, as moças corriam para casa a fim de tentar decifrar sua mensagem secreta. Rosas vermelhas significam amor; as amarelas, infidelidade. Então os homens precisavam escolher as flores com cuidado.
                                                                                        Página 33

 Elizabeth foi a ‘mãe’ que Victoria mais passou tempo e achei ela uma personagem legal, madura e inteligente. Só que tem um passado um tanto triste, mas não vou soltar mais spoiler agora, né? O livro é separado por quatro partes, e achei interessante é que alguns deles eu tinha que correr para o final do livro e ver o significado daquela flor, até mesmo no decorrer do livro, quando eles não diziam…
 Vanessa Diffenbaugh fez um trabalho belíssimo e espero que muitos consigam pegar o verdadeiro significado deste livro. Bem, vou mandar mais um trecho do livro, e fechar nossa resenha:

Enquanto seguíamos para a casa de Catherine, com minha cabeça no colo de Elizabeth, comparei minha estada tranquilha ao seu lado a toda a coisas que antes havia entendido como componentes de uma vida: famílias numerosas, lares barulhentos, conselhos tutelares, cidades  agitadas, explosões de violência. Não queria voltar. Gostava de Elizabeth. Gostava de suas flores, de suas uvas, de sua concentração inabalável. Por fim percebi que tinha encontrado um lugar onde queria ficar.
                                                                          Página 98.

 Enfim, como eu disse ainda pouco, adorei o livro e recomendo que leiam ‘A Linguagem das Flores’!

Margarida- inocência
 


Pervinca- boas lembranças              parte do dicionário de flores de victoria
Avelã- reconciliação

Beijo!                                                                                                                                                                

14 comentários:

  1. Oi Sofia!
    Quanto tempo linda :D

    O livro parece um encanto, mas confesso que não é uma leitura que me seja urgente, sabe?
    Mas quem sabe, eu tenha a oportunidade...

    Gostei da resenha, muito legal sua sinceridade.

    Bj!

    -Amigas Entre Livros-

    ResponderExcluir
  2. Oi Sofia, esse é um daqueles livros que tenho a impressão de serem bons, mas nem tanto. Mesmo assim, eu gostaria muito de ter a oportunidade de ler, pena que falta tempo, viu?

    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Oi Sofia.
    Sempre tive vontade de ler esse livro porém até agora não tive nenhuma oportunidade, espero que agora nas férias eu consiga arrumar um tempinho.
    Amei a resenha.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  4. otima resenha ^^ me deu vontade de ler o livro mesmo não sendo meu estilo literario

    ResponderExcluir
  5. Eu gosto bastante de livros que passam mensagens bonitas e achei muito interessante esse dicionário das flores que você falou, mas, não gosto de livros que não prendam as pessoas, sei lá, demoro demais para lê-los (jura?! kkkk) Enfim! Gostei muito da sua sinceridade e achei sua resenha muito boa ^^'

    Beijos
    @EntreLeP / @PollyanaCampos
    http://entrelivrosepersonagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oi florzinha!
    Uma pena que o livro não tenha te prendido tanto de início, mas parece ter sido uma ótima leitura!
    Estou ficando mais curiosa pra lê-lo, antes não tinha muita curiosidade!

    Beijão!

    PS: Amei você ter me chamado de "Rosa" no comentário no blog! É minha flor favorita!! Tem o significado dela no livro?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem sim flor! Amarela infidelidade, branca alma inexperiente no amor... Tem muitos significados!
      O livro prende, mas não desesperadamente, sabe? Apenas curti a leitura, só que em alguns momentos era chato...^^

      beijos

      Excluir
  7. A Victoria é uma personagem bem imatura mesmo, mas acho que essa imaturidade tem muito a ver com seu passado assombroso, sabe?
    Eu adorei esse livro... Entrou para os meus favoritos e sempre que olho na estante, bate aquela vontade de reler, rs


    Beijinhos, Amanda Cristina.
    www.primeiro-livro.com

    ResponderExcluir
  8. Olá!!

    Eu não gosto muito da capa desse livro, mas ele parece ser muito bonitinho.

    fiquei curiosa para ver o dicionário das flores *o*


    Beijos,

    Samantha Monteiro
    Word In My Bag
    http://wordinmybag.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Sempre leio boas resenhas desse livro
    Falando que ele é bom
    E parece ser bastante emocionante

    Beijos
    @pocketlibro
    http://pocketlibro.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. Esse é livro que tenho muita vontade em ler, pena que vc não curtiu, mais enfim, nem tudo nos agrada né?!
    Beijos
    Bruna-Livros de Cabeceira

    ResponderExcluir
  11. Oi So!
    O livro em si não havia me despertado o interesse,depois ainda li uma resenha negativa e desisti de vez.Como uma resenha pode fazer a diferença,agora lendo a sua já me ponho em dúvida novamente.
    Enfim, parabéns pela resenha,adorei.
    Bjos Fabi
    http://roubando-livros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  12. Adorei esse livro, a historia é emocionante, principalmente pq mantêm o mistério, já que ele oscila entre passado e presente. A capa é linda e o dicionário das flores é muito legal.

    É super válido a leitura desse livro.

    Beijos :D

    ResponderExcluir
  13. Não me complexo quando leio um livro que ora é narrado no passado ora no presente. Na verdade, o último, ou único, que li assim foi alguns contos de uma antologia de Marçal Aquino e gostei. Complicado e envolve muito raciocínio por parte do leitor.
    Agora, conflitos familiares foi o que eu pensava encontrar nesta antologia. Contudo, foi totalmente diferente. A linguagem das flores, pelo que você disse, seria então o livro que se encaixa na minha expectativa. Me interessei para ler, embora a dúvida sobre a anuência de opinião - que vou procurar sanar ao lê-lo começando por aqui:
    http://portugues.free-ebooks.net/ebook/A-Linguagem-das-Flores

    a ver se vale a pena a compra!

    ResponderExcluir

Que tal escrever sobre o que achou da postagem, seu ponto de vista do determinado assunto? É extremamente importante saber sua opinião.
Compartilhe seus conhecimentos conosco e com os leitores do blog!
Ressaltando que comentários exclusivamente promocionais, spam, ou divulgações de blogs serão apagados.