Quissama (Maicon Tenfen)

Título original: Quissama - O Império dos Capoeiras
Autor: Maicon Tenfen || Ilustrações por Rubens Belli
Páginas: 308
Editora: Biruta

Se apaixonar por um personagem, enredo ou diagramação é uma coisa. Se apaixonar pelo livro todo é completamente diferente (e difícil). Difícil por sentir falta dos personagens, por querer indicá-lo loucamente a todos os leitores (e as vezes soar até chata) e por tantos outros fatores. Mas há algo de bom nessa paixão toda: poder dizer com toda certeza que "Quissama - O Império dos Capoeiras" é uma leitura agradável, rica e completa para vocês. (hein?)

Ambientado em 1868, Maicon Tenfen vai nos narrar um Brasil "escravocrata" e repleto de obscuridades políticas. Nele, conhecemos um inglês que já está de partida e que, inesperadamente, encontra-se com Vitorino Quissama. Quissama é um fugitivo da senzala e que está assolado de raiva e inseguranças. A procura de sua mãe, o garoto clama pela ajuda de Daniel Woodruff, que semanas antes havia solucionado um caso de sequestro na região. Entretanto, por estar de partida e temer confusões com o senhor do moleque, Daniel rejeita convictamente o pedido de ajuda.


Mas Vitorino é alguém obstinado e levado pela fúria, e não desistirá tão fácil. O garoto está desesperado para encontrar sua amada mãe (que foi vendida ou fugiu da senzala, eis aí a dúvida) e o único capaz de ajudá-lo é Daniel Woodruff. Porém, diversos acontecimentos levarão a algo infinitamente maior e notável: o que parecia o "simples" caso de uma escrava desaparecida transforma-se em uma conspiração que mudaria a nossa história.

É interessante notar como Maicon Tenfen consegue mesclar ficção e realidade de forma tão simples e deliciosa. Talvez uma palavra perfeita para descrever esta leitura seja "deliciosa". Me senti em 1868 tamanha a fidelidade do autor em relatar esse período histórico, que vale ressaltar, é ainda mais bem retratado com a preocupação que este teve em transmitir as falas dos personagens de acordo com a época. Logo, é comum ler "vosmecê" e diversos outros. (vou confessar que amo imensamente essa linguagem")
Vale lembrar também que a obra vai abordar a capoeira e a guerra e diferença de ideias entre Nagoas e Guaiamuns (duas das maiorias maltas de capoeira do século), então há um grande número de informações valiosas a respeito não somente da capoeira em si, mas essa guerra entre as maltas (leia mais).


"[...] Na prática, pergunto: o que acontecerá a esses moleques livres que, no bem da verdade, continuarão sendo filhos de escravos? Quem cuidará deles? Haverá trabalho e escola para todos? Vou ainda mais longe: no caso de uma alforria total, que destino seria reservado aos negros repentinamente emancipados? Estariam fora das senzalas, é fato, mas teriam casas para morar, terras para cultivar, comida para comer? [...] Assim como nosso imperador, os abolicionistas estão preocupados demais com os fogos de artifício para pensar nas consequências dos seus sonhos irresponsáveis. [...] Está sendo pressionado por entidades internacionais. Sente vergonha de comandar um país que continua com a economia atrelada ao elemento servil. Embriagado de vaidade, o que quer é ser reconhecido ao redor do mundo como um governante justo e iluminado, mesmo que isso custe a saúde política e financeira do Brasil."

A presença de personagens reais e famosos também se fazem presentes, como D.Pedro I, José de Alencar e princesa Isabel. Eles não têm uma participação ativa, mas fazem toda a diferença na trama. Inclusive, é essa mistura daquilo que é ficção e daquilo que é realidade que torna a obra de Maicon tenfen tão especial. Sem soar chato ou excessivamente incongruente, o escritor possui uma narrativa deliciosa e fluida. Os fatos históricos são expostos na trama no momento certo. A obra vai estar centrada em Daniel Woodruff entre duas tramas que no fundo, acabam por se interligar. A procura por uma escrava, a investigação de um assassinato, a descoberta de traições, tudo é muito bem colocado no enredo, sem me soar confuso em momento algum.

Nota especial para a diagramação e ilustrações do livro. A Editora Biruta é excepcional quando se
trata das edições. "Quissama" possui ilustrações belíssimas, de fato. Algo que sempre chamo atenção nas ilustrações é se elas são nítidas e claras, e neste caso, são. Parabéns ao Rubens Belli.
"Quissama" é um relato dos manuscritos de Daniel Woodruff, desta forma, podemos acompanhar tudo sob sua perspectiva, desde o sentimento em relação a nosso país até suas mais loucas aventuras. Dizer que estou com saudades de seus relatos é um eufemismo.

Diante de tantos aspectos positivos, tudo que posso fazer é indicar veementemente a leitura deste livro. "Quissama - O Império dos Capoeiras" é um livro que tem riqueza em informações e que também traz uma história muito bonita. O conjunto da obra o tornou especial <3

11 comentários:

  1. Nossa nunca tinha visto NA-DA sobre esse livro e com uma resenha tu me pôs curiosa. hahaha
    Vai entrar já para minha lista de desejados. :)
    Beijos,K.
    Girl Spoiled
    http://girlspoiled.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Eu também nunca tinha visto falar nadinha sobre o livro e daí me vem você assim se desmanchando em elogios e eu penso aqui, como que pode eu ainda não ter visto nada sobre ele??? Hehe.
    Obrigada pela dica, vou ficar ligada neste livro.

    Beijo, Van - Blog do Balaio
    balaiodelivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Hum...nunca tinha ouvido falar nesse livro, mas me agradou bastante sua resenha e me deixou muito curiosa para ler a obra. É raro eu gostar de um livro por completo assim...eu sei muito bem o que sente quando termina. Realmente dá muita saudade das personagens e não tem como fugir disso, só lendo o livro novamente!^^
    Beijos,
    Monólogo de Julieta

    ResponderExcluir
  4. Oi, Sofia! Tudo bem? ♥
    Adorei a resenha, super completa! Me chamaram a atenção também as ilustrações do livro, parecem belíssimas e bem coerentes com o que está sendo contado!
    Eu gosto de livros com carga histórica, porque além de uma boa história, de quebra levamos também conhecimento para a vida! =D
    Nunca tinha ouvido falar de "Quissama", mas pelo seu relato acho que vale a pena dar uma conferida!
    Beijo grande,

    Priscilla
    http://infinitasvidas.wordpress.com

    ResponderExcluir
  5. MEUDEUS, sou apaixonada pelas diagramações da Biruta! São tão lindas! Tão bem feitas! Puxa, e quando o livro tem uma estória tão bacana e bem escrita como "Quissama" parece ser, aí é que o livro se torna mesmo muito especial para o leitor. Adicionarei aos livros que quero ler, com certeza! Super obrigada pela dica.

    Um abraço!

    Sacudindo Palavras

    ResponderExcluir
  6. Oi, Sofia! Tudo bem?
    Eu não conhecia o livro, mas fiquei já bem curiosa depois da sua resenha! Primeiro, é ótimo descobrir obras nacionais e tenho a impressão de que ainda não prestigiei o tanto que deveria a nossa literatura, segundo porque um livro que mistura ficção e realidade tão bem, não pode ser uma leitura ruim! Adoro tramas que seguem esse caminho e por ser ambientado em uma época que me interessa, definitivamente, esse é um livro que eu preciso saber um pouco mais. :) Bjs
    Jéssica - http://lereincrivel.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Desconhecia esse livro completamente, mas o enredo, as ilustrações e sua resenha maravilhosa me ganharam. Como não querer ler a obra? Impossível.
    Estou procurando livros com fundos históricos atualmente e esse cairá como uma luva em minha lista de leitura.

    M&N | Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de outubro

    ResponderExcluir
  8. A Biruta é incrível quando o assunto é diagramação, nunca espero menos deles. Esse livro parece ser incrível e muito educativo, até. Adoro essas histórias que sempre têm algo para nos acrescentar. Gostei da dica.

    memorias-de-leitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Que interessante essa recomendação! A editora Biruta me interessa muito em algumas obras e acredito que essa entrou pra lista <3 Gostei da estória ser sobre algo que não lemos muito por aí e os pontos que você cita sobre o livro, só nos faz querer ir atrás do livro mais ainda.

    Beijos
    http://mon-autre.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Que incrível! Adoro essa editora eles tem muito cuidado com o livro. Parece falar bastante também de um assunto que assolou por anos o Brasil, né?
    Adorei a resenha!
    Obrigadão, viu?
    Um beijo!
    Pâm - www.interruptedreamer.com

    ResponderExcluir
  11. Sofiaaaa, comprarei esse livro pra ontem <3

    Beijo,
    JU.

    ResponderExcluir

Que tal escrever sobre o que achou da postagem, seu ponto de vista do determinado assunto? É extremamente importante saber sua opinião.
Compartilhe seus conhecimentos conosco e com os leitores do blog!
Ressaltando que comentários exclusivamente promocionais, spam, ou divulgações de blogs serão apagados.